Saiba como congelar alimentos da maneira correta

Já faz alguns anos que a preocupação com a saúde e a estética vem levando muitas pessoas à adotar uma dieta mais saudável, com alimentos industrializados dando lugar aos mais naturais. Em 2017, a pesquisa The Top 10 Consumer Trends já mostrava essa mudança: 79% dos entrevistados estavam substituindo produtos convencionais por opções de mais qualidade. Nesse contexto, a prática de congelar alimentos se revelou um ótimo estímulo para o preparo de refeições caseiras e sucos de frutas, por exemplo, como forma de garantir mais praticidade ao dia a dia.

Além disso, mais do que funcional, a comida armazenada no congelador se mantém conservada por mais tempo, aumentando o prazo de validade dos alimentos — o que tem se mostrado ainda mais importante nesse momento, em que a pandemia do Coronavírus tem obrigado as pessoas a fazer compras um pouco maiores e armazenar comida para cozinhar em casa. Mas, se feito de forma inadequada, o processo de congelamento pode comprometer o valor nutricional dos alimentos. Por isso, separamos algumas dicas que vão ajudar você a preservar a qualidade das suas refeições e lanches.

O uso de etiquetas facilita a diferenciação dos alimentos

Para facilitar a identificação de alguns alimentos, como carnes e vegetais, utilizar etiquetas nas embalagens pode ajudar você na hora do descongelamento. Além do nome, anote também o prazo de validade do produto para certificar-se de consumi-lo em bom estado.

Organização é essencial na hora de congelar alimentos

Antes de guardar os alimentos, separe-os em pequenas porções, a fim de facilitar o processo de congelamento. Além disso, dividir a comida em pequenas quantidades evita que sobras tenham que ser recongeladas após o preparo de uma refeição.

#1 – Não é necessário esperar que o alimento esfrie

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, esperar a comida esfriar para congelá-la pode reduzir o seu tempo de duração no freezer. Isso acontece porque, quando em temperatura ambiente, o alimento fica mais exposto à contaminação. Por isso, o ideal é não aguardar mais que duas horas para levar o prato ao congelador.

#2 – Recongelar não é uma boa opção

Depois de descongelar um alimento, não o leve de volta ao freezer. Quando em contato com o ar em temperatura ambiente, o nível de proliferação de micro-organismos aumenta. Desse modo, quando recongelada, a comida possuirá uma carga microbiana muito maior, podendo causar intoxicações alimentares após o consumo.

#3 – Embalagens adequadas influenciam na durabilidade dos produtos

Um fator determinante para garantir mais durabilidade aos alimentos no freezer é escolher  adequadamente os recipientes que serão utilizados. O ideal é fazer uso de embalagens que possam ser bem vedadas, para que não permitam absorção de umidade. 

Para congelar alimentos, o mais indicado é utilizar sacos plásticos herméticos – como o Zip Lock Alpfilm – que impedem a entrada de ar e previnem a contaminação por fungos e bactérias.

A prática de congelar alimentos proporciona mais praticidade no preparo das refeições e aumenta a durabilidade dos produtos. Contudo, é preciso fazer a refrigeração de forma adequada para preservar o valor nutricional e a qualidade dos alimentos. Para receber mais dicas assim — garantindo mais tranquilidade, economia e saúde para você e sua família, ainda mais nesse período de isolamento social — siga também o nosso Instagram 😉

Assine nossa newsletter

para receber conteúdos e promoções exclusivas